Arquivo de março \31\UTC 2011

Os produtos mais “imbecis” da década

O site da Inc. recentemente elegeu os 17 produtos mais “imbecis” da década (The Dumbest Products of the Decade).

A lista abrange desde calçados até utensílios domésticos, e nos leva a pensar, “por que adquiri este produto?”.

Esta reflexão é a via oposta ao apelo emocional que a propaganda tem, ao levar o consumidor a comprar apenas pelo fato de que ele se “sente bem” com o produto. Mas será que realmente precisamos de tudo o que compramos?

Certamente, vale mostrar alguns dos escolhidos. A lista completa você encontra no próprio site, confira clicando aqui.

Crocs

“Por que você usaria um pedaço de esponja colorido em seus pés? É um calçado sem graça!”

Bluetooth Headset

“Nós diríamos que é um localizados de idiotas infalível”

O Pontiac Aztek

“Uma imagem vale mais do que mil palavras”

Tiddy Bear

“Mesmo que você não conseguisse respirar porque o cinto lhe aperta, nós não recomendaríamos a compra de um Tiddy Bear. O nome é horrível e o animal é assustador”

 

Siga-nos no Twitter: @beecomunicacao

Visite nosso Facebook: Bee Comunicação

– Fernanda Markus, estudante de Relações Públicas, trabalha na Bee Comunicação Associados.

Anúncios

Deixe um comentário

A publicidade dos papeis higiênicos

Item indispensável na higiene pessoal, o papel higiênico não passou por muitas transformações desde sua criação, que data do século XIX. Sua forma continua a mesma, e as empresas que fabricam o produto apostam em folhas cada vez mais finas, suaves e perfumadas para ganhar a preferência do consumidor.

A publicidade criada para vender os papeis higiênicos, por outro lado, ganhou atualizações, novidades e uma dose extra de criatividade.

Veja o caso do Papel Primavera, com sua mascote, a Menina Primavera. O primeiro comercial da marca ainda passava nos anos 80, e só nos anos 90 ganhou uma reedição melhorada. Recentemente, a empresa contratou a menina Maísa para estrelar sua mais nova peça, ainda inspirada na Menina Primavera. Confira:

Primeira propaganda da marca:

Edição refeita, baseada na propaganda acima:

Nova propaganda do Papel Primavera, estrelando a menina Maísa:

Apostando no famoso “Alfreeeedoooo”, o mordomo, o papel higiênico Neve traz bom humor em seus anúncios. Retratando situações cômicas, a empresa fixou sua marca na mente do consumidor de forma criativa, estando hoje entre as líderes do segmento. Confira propagandas do Neve:

“Alfreeeedoooo!”, do jeito que nós o conhecemos:

Reynaldo Gianecchini, a nova aposta da marca:

Com propagandas engraçadas, tradicionais, irreverentes e criativas, o segmento de papel higiênico conquistou seu lugar entre as propagandas mais interessantes da telinha.

Por falar em criatividade, confira este comercial argentino do papel higiênico Kleenex. Com certeza você vai dar boas risadas!

Siga-nos no Twitter: @beecomunicacao

Visite nosso Facebook: Bee Comunicação

– Fernanda Markus, estudante de Relações Públicas, trabalha na Bee Comunicação Associados.

Deixe um comentário

Extinção dos animais: a propaganda gerando consciência

Como se sabe, a propaganda é um dos meios mais impactantes quando se procura captar a atenção de muitas pessoas. As mensagens divulgadas em um comercial ou anúncio são produzidas por um redator publicitário, que deve transformar uma ou várias informações, em um texto publicitário que chame a atenção do interlocutor, provocando as mais diversas sensações e reações, conforme o desejo pré-estabelecido.

Conhecemos diversas propagandas com apelo comercial. Mas você já parou para analisar as propagandas sobre responsabilidade social, relacionamento com a natureza e com os animais, principalmente no caso da extinção?

Segundo estatísticas recentes, cerca de 300 espécies de animais já desapareceram da face do Planeta Terra, e outras 900 espécies correm sério risco de extinção. Só no Brasil, já são 130. Estes dados alarmantes são mais do que convincentes para que se realize um plano de conscientização da população em larga escala. Esta mensagem de proteção ao meio ambiente para manutenção das espécies precisa chegar a todas as pessoas, de forma que receba destaque.

Pensando nisso, alguns órgãos e entidades utilizam a publicidade para alertar as pessoas sobre a importância da preservação das espécies.

Confira algumas peças:

“A floresta traz os extintos de volta à vida”.

 

“A floresta traz os extintos de volta à vida”.

 

“Animais não deveriam vir em edição limitada”. Animal: Cão selvagem africano

 

“Animais não deveriam vir em edição limitada”. Animal: Mico-leão-dourado.

 

“Animais não deveriam vir em edição limitada”. Animal: Cágado ocidental.

 

“Está na hora de sujar as SUAS mãos. Agora que o poço foi fechado e o vazamento parou, faça sua parte. Junte-se ao Projeto A Bird in Hand e doe agora”.

 

“Está na hora de sujar as SUAS mãos. Agora que o poço foi fechado e o vazamento parou, faça sua parte. Junte-se ao Projeto A Bird in Hand e doe agora”.

 

“Está na hora de sujar as SUAS mãos. Agora que o poço foi fechado e o vazamento parou, faça sua parte. Junte-se ao Projeto A Bird in Hand e doe agora”.

 

“A devastação de uma espécie devasta as outras”. S.O.S Mata Atlântica

 

“A devastação de uma espécie devasta as outras”. S.O.S Mata Atlântica

 

“A devastação de uma espécie devasta as outras”. S.O.S Mata Atlântica

 

E você, o que achou?

Fonte: http://migre.me/45J43

 

Siga-nos no Twitter: @beecomunicacao

Visite nosso Facebook: Bee Comunicação


– Fernanda Markus, estudante de Relações Públicas, trabalha na Bee Comunicação Associados.

1 comentário

Peças Glade: o fino da arte digital

A publicidade impacta.

Diariamente, somos espectadores da publicidade online e offline. São muitas as empresas que procuram seu lugar de destaque em nossas mentes, reforçando sua marca em seu segmento de atuação. Para isso, investem em estratégias e peças de altíssimo nível, e capricham nos comerciais da televisão, nas páginas de revista, nos banners da Internet, enfim, em todos os lugares que cheguem até seu público alvo.

Entretanto, são muitas marcas e conceitos a serem lembrados. Como realmente impactar seu cliente, em meio a tantas peças publicitárias que concorrem na disputa pela atenção?

Pensando nisso, a Glade, da Johnson, produziu cinco peças publicitárias procurando transmitir visualmente, aquilo que o consumidor sentirá ao adquirir um aromatizador de ar com perfume incomparável. Não é preciso avaliar muito as peças para se convencer de que são realmente o fino da arte digital. O cuidado com que foram feitas as ilustrações, a escolha das cores e a criatividade dos desenhos colocam as peças de Glade no alto escalão da publicidade – e ganha destaque de marca na mente dos consumidores.

Confira as peças de Glade e escolha sua favorita (se conseguir!):

“O cheiro das flores, campos e grama. Esqueça a grama, ou seu marido vai lembrar do futebol na TV”.

 

“O botânico vai gostar do perfume. O ecologista, porque elas não precisam ser regadas”.

 

“Na primavera, as flores aparecem em todos os lugares. Na sala de estar, no quarto, no banheiro”.

 

“Na primavera, as flores nunca saem de moda. Mas camisas com estampa de flores sim, né?”.

 

“Você sente o aroma do perfume. Os hippies serão capazes de ver as flores”.

 

 

Também ficou impressionado com tanta beleza? São ou não são obras de arte?

Fonte: http://migre.me/45J43

Siga-nos no Twitter: @beecomunicacao

Visite nosso Facebook: Bee Comunicação

 

– Fernanda Markus, estudante de Relações Públicas, trabalha na Bee Comunicação Associados.

Deixe um comentário

And the Oscar goes to…

Desde 1929,  a Academia de Ciências e Artes Cinematográficas de Los Angeles entrega prêmios na área de cinema, em diversas categorias, na famigerada cerimônica de entrega do Oscar. Diversas celebridades desfilam sob o famoso tapete vermelho, no evento anual mais aguardado da Sétima Arte.

O ganhador na categoria de Melhor Filme deste ano foi “O Discurso do Rei”, com as geniais interpretações de Colin Firth, Geoffrey Rush e Helena Bonham Cartere, entre outros.

Sinopse: Após a morte de seu pai, o rei George V (Michael Gambon) e à abdicação escandalosa do Rei Eduardo VIII (Guy Pearce), Bertie (Colin Firth) que sofreu de um problema de fala debilitante toda a sua vida, de repente é coroado rei George VI do Inglaterra. Com o seu país na beira de uma guerra e precisando desesperadamente de um líder, sua esposa, Elizabeth (Helena Bonham Carter), a futura Rainha Mãe, manda o marido para se consultar com um excêntrico terapeuta da fala, Lionel Logue (Geoffrey Rush).
Depois de um começo difícil, os dois embarcam em um tratamento pouco ortodoxo e, eventualmente, formam um vínculo inquebrável. Com o apoio de Longue, sua família, seu governo e Winston Churchill (Timothy Spall), o Rei vai superar sua gagueira e proferir o seu mais importante discurso  no rádio, inspirando o seu povo e os unindo para a iminente batalha contra os alemães na Segunda Guerra Mundial.
Baseado na história real do rei George VI, O Discurso do Rei segue a busca do monarca para encontrar sua voz.

Após todos estes anos de premiações, filmes ovacionados e super produções, fica a curiosidade: qual foi o primeiro filme premiado com o título de Melhor Filme, em 1929?

A resposta? O filme Asas, do diretor William A. Wellman, com Clara Bow, Gary Cooper, Richard Arlen, entre outros.

Sinopse: Dois jovens rapazes, um rico, outro de classe média, que se apaixonam pela mesma mulher, se torma pilotos de guerra na Primeira Guerra Mundial.

Para os mais fanáticos, fica aqui uma lista de todos os ganhadores na categoria Melhor Filme:

Ano  Nome do Filme no Brasil                         Nome do Filme Original

2011 O Discurso do Rei                                     The King’s Speech
2010 Guerra ao terror                                         The Hurt Locker
2009 Quem quer ser um milionário?                     Slumdog Millionaire
2008 Onde os fracos não tem vez                        No Country For Old Men
2007 Os infiltrados                                              The Departed
2006 Crash – no limite                                        Crash
2005 Menina de ouro                                          Million Dollar Baby
2004 O Senhor dos Anéis: o retorno do rei          The Lord of the Rings: The Return of the King
2003 Chicago                                                     Chicago
2002 Uma mente brilhante                                   A Beautiful Mind
2001 Gladiador                                                   Gladiator
2000 Beleza americana                                        American Beauty
1999 Shakespeare apaixonado                            Shakespeare in Love
1998 Titanic                                                        Titanic
1997 O paciente inglês                                        The English Patient
1996 Coração valente                                         Braveheart
1995 Forrest Gump                                             Forrest Gump
1994 A lista de Schindler                                     Schindler’s List
1993 Os imperdoáveis                                         Unforgiven
1992 O silêncio do inocentes                               The Silence of the Lambs
1991 Dança com lobos                                        Dances with Wolves
1990 Conduzindo Miss Daisy                              Driving Miss Daisy
1989 Rain Man                                                   Rain Man
1988 O último imperador                                    The Last Emperor
1987 Platoon                                                      Platoon
1986 Entre dois amores                                      Out of Africa
1985 Amadeus                                                   Amadeus
1984 Laços de ternura                                        Terms of Endearment
1983 Gandhi                                                       Gandhi
1982 Carruagens de fogo                                    Chariots of Fire
1981 Gente como a gente                                   Ordinary People
1980 Kramer vs. Kramer                                    Kramer vs. Kramer
1979 O franco-atirador                                       The Deer Hunter
1978 Noivo neurótico, noiva nervosa                  Annie Hall
1977 Rocky, um lutador                                      Rocky
1976 Um estranho no ninho                                One Flew Over the Cuckoo’s Nest
1975 O poderoso chefão II                                The Godfather II
1974 Golpe de mestre                                        The Sting
1973 O poderoso chefão                                    The Godfather
1972 Operação França                                       The French Connection
1971 Patton — rebelde ou herói?                        Patton
1970 Perdidos na noite                                       Midnight Cowboy
1969 Oliver!                                                       Oliver!
1968 No calor da noite                                       In the Heat of the Night
1967 O homem que não vendeu sua alma           A Man for All Seasons
1966 A noviça rebelde                                       The Sound of Music
1965 My Fair Lady                                            My Fair Lady
1964 Tom Jones                                                Tom Jones
1963 Lawrence da Arábia                                  Lawrence of Arabia
1962 Amor sublime amor                                   West Side Story
1961 Se meu apartamento falasse                       The Apartment
1960 Ben Hur                                                    Ben-Hur
1959 Gigi                                                           Gigi
1958 A ponte do Rio Kwai                                The Bridge on the River Kwai
1957 A volta ao mundo em 80 dias                    Around the World in Eighty Days
1956 Marty                                                        Marty
1955 Sindicato de ladrões                                  On the Waterfront
1954 A um passo da eternidade                          From Here to Eternity
1953 O maior espetáculo da Terra                     The Greatest Show on Earth
1952 Sinfonia de Paris                                       An American in Paris
1951 A malvada                                                All About Eve
1950 A grande ilusão                                         All the King’s Men
1949 Hamlet                                                      Hamlet
1948 A luz é para todos                                     Gentlemen’s Agreement
1947 Os melhores anos de nossas vidas             The Best Years of Our Lives
1946 Farrapo humano                                       The Lost Weekend
1945 O bom pastor                                           Going My Way
1944 Casablanca                                               Casablanca
1943 A rosa da esperança                                 Mrs. Miniver
1942 Como era verde o meu vale                      How Green Was My Valley
1941 Rebecca – A mulher inesquecível               Rebecca
1940 … E o vento levou                                     Gone With the Wind
1939 Do mundo nada se leva                             You Can’t Take It with You
1938 Émile Zola                                                The Life of Émile Zola
1937 O grande Ziegfeld                                     The Great Ziegfeld
1936 O grande motim                                        Mutiny on the Bounty
1935 Aconteceu naquela noite                            It Happened one Night
1934 Cavalgada                                                 Cavalcade
1933 Grande Hotel                                            Grand Hotel
1932 Cimarron                                                  Cimarron
1931 Sem novidades no front                             All Quiet on the Western Front
1930 Melodia na Broadway                               The Broadway Melody
1929 Asas                                                          Asas

“O cinema é um modo divino de contar a vida” (Frederico Fellini)

Fonte: http://migre.me/44bi5

Confira o Twitter da Bee e acompanhe nossos posts: @beecomunicacao

– Fernanda Markus, estudante de Relações Públicas, trabalha na Bee Comunicação Associados.

Deixe um comentário

Cigarros – propagandas antigas

As propagandas de cigarro mudaram.

O produto que antes era tido como item indispensável no quesito glamour, e vivia nas mãos mais chiques do cinema, hoje em dia tornou-se indesejável em ambientes fechados, e as restrições tendem cada vez mais a aumentar.

A propaganda, é claro, acompanhou essa mudança.

Se antes o item essencial para vender-se cigarros era o refinamento e exclusividade do produto, hoje em dia as coisas mudaram. Investe-se muito mais na personalidade do fumante, que mesmo encarando todas proibições e fotos incômodas, para se dizer o mínimo, na parte de trás de seu maço de cigarros, ainda bate o pé e fuma, porque assume suas paixões.

O fato é que são momentos bastante distintos.

Confira algumas peças publicitárias antigas de cigarro:

“Viceroys filtra a fumaça! Enquanto seu dentista, eu recomendaria Viceroys”

Ronald Reagan fazendo propaganda dos cigarros Chesterfield. Consegue imaginar a Presidente Dilma fazendo propaganda de cigarros?

 

O Drauzio Varella do passado em uma propaganda de cigarros. Dá pra acreditar?

 

Nem o Bom Velhinho escapou dessa…

 

Propaganda de cigarro chinesa. Ficamos devendo a tradução…


Um bebê pedindo a mãe que acenda um cigarro antes de brigar com ele. Apelo em todos os sentidos…

 

Natureza e cigarros: uma propaganda paradoxal

 

“Você prefere engordar ou fumar um delicioso cigarro Lucky Strike?”, era um dos argumentos

Confira o Twitter da Bee e acompanhe nossos posts: @beecomunicacao

– Fernanda Markus, estudante de Relações Públicas, trabalha na Bee Comunicação Associados.

1 comentário

Pense Diferente – Apple

Como sempre, a Apple inspira seus clientes a pensar no futuro, seja por meio de ações institucionais, ou pela criação de seus produtos e aparelhos revolucionários, que desafiam nossa imaginação e nos colocam em êxtase frente às mais novas tecnologias.

Pois até na publicidade a Apple é surpreendente e emocionante.

Confira este anúncio da empresa, “Think Different” (Pense Diferente), que valoriza os grandes gênios de nossa História, como Pablo Picasso, Albert Einstein, John Lennon, Amelia Earhart, Alfred Hitchcock, entre outros, descrevendo a “loucura” deles como algo que impulsiona o ser humano à mudança, e que realmente transforma o nosso mundo.

 

Siga-nos no Twitter: @beecomunicacao

Visite nosso Facebook: Bee Comunicação

 

– Fernanda Markus, estudante de Relações Públicas, trabalha na Bee Comunicação Associados.

Deixe um comentário